Header Ads

Vereadora responde a ação judicial que pode lhe tirar mandato em Guarabira

Rosane Emídio é acusada de ser favorecida por “candidatura laranja” e erro na prestação de contas de campanha

Rosane diz que não cometeu irregularidade (Foto: Assessoria)
Guarabira (PB) – A vereadora Rosane Emídio (Pros), eleita na campanha municipal de 2020 em Guarabira, responde a ação na Justiça da 10ª Zona Eleitoral e caso seja considerada culpada das acusações que lhes são imputadas poderá perder o mandato.

Rosane é esposa do ex-vereador Jáder Soares Pimentel Filho (Jadinho), que disputou a eleição do ano passado em Guarabira como candidato a vice-prefeito pelo PDT, mas foi derrotado, juntamente com o cabeça de chapa, o advogado Antonio Teotônio.

A ação contra Rosane Emídio foi impetrada pelo presidente municipal do PSD, o ex-vereador Luis Martins de Lima (Lula das Molas) que, mesmo no exercício do mandato, disputou a reeleição e não logrou êxito. O processo corre no âmbito da Justiça Eleitoral de Guarabira.

Dentre as acusações contra o mandato da vereadora Rosane Emídio constam, por exemplo, erro na prestação de contas e “candidaturas laranja”. A ação, conforme apurou Fato a Fato, pede a cassação da parlamentar e inelegibilidade eleitoral.

Outra parte – A vereadora Rosane Emídio se disse inocente, afirmou não ter cometido irregularidade alguma durante a campanha e que vai provar tudo na Justiça. Ela atribui o pedido de cassação de seu mandato ao ex-vereador Lula das Molas e o prefeito de Guarabira, Marcos Diôgo (PSDB).

Da Redação/Fato a Fato
Publicada em 24.08.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.