Header Ads

Deputado da PB acusa Bolsonaro de causar aumento de mortes por armas de fogo no Brasil

O parlamentar acredita que a tendência é de que os números aumentarão ainda mais

Acusação é de Frei Anastácio (Foto: Reprodução)
João Pessoa (PB) - O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) alertou que o incentivo da política armamentista, por parte do Governo Bolsonaro, contribuiu para o aumento das mortes por armas de fogo no Brasil no ano passado, segundo dados recentes do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. “Os dados mostram que seis pessoas foram assassinadas, no ano passado, a cada hora no Brasil”, lamentou o deputado.

Em números absolutos, isso representa 50 mil vidas perdidas de forma intencional com uso de uma arma. Entre essas mortes, 78% foram com armas de fogo. “O crescimento de mortes representa 4% em relação a 2019, mas aqui no Nordeste, o aumento foi maior, representando 21%. Esses números assustadores foram registrados mesmo em plena pandemia, quando tivemos uma redução de pessoas circulando, em bares e festas”, explicou.

Aumento dos números da violência

O parlamentar acredita que a tendência é de que os números aumentarão ainda mais. “Infelizmente, a tendência é que a violência e a criminalidade cresçam ainda mais. Em 2020, os dados já mostraram esse número assustador de seis pessoas mortas por hora. Também foi o ano em que houve o maior número de venda de armas no país. Os dados mostraram que os clubes de tiros, caçadores e colecionadores compraram mais armas e munições do que as forças armadas do Brasil. Isso realmente assusta”, comentou o deputado.

De acordo com Frei Anastácio, esses também são os reflexos das medidas tomadas por Bolsonaro para facilitar a compra e a circulação de armas no país, sem rigor na fiscalização. “Com tanta arma circulando no país, os grupos criminosos terão mais facilidade para aumentar seus arsenais. Dessa  forma, especialistas apontam que esses grupos estão se expandindo para outras regiões do país, em busca do mercado ilícito das drogas e isso tem contribuído para o aumento da violência. Uma marca criminosa do governo Bolsonaro, que ficará na história”, concluiu.

Do PB Agora com Assessoria
Publicada por F@F em 06.09.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.