Header Ads

Vereador é morto a tiros neste domingo; Vítima era conhecida por Quinzé

Quinzé é o segundo vereador eleito morto em menos de um ano na cidade da Baixada Fluminense

Vereador Quinzé é morto a tiros (Foto: Divulgação)
Duque de Caxias (RJ) - O vereador do município de Duque de Caxias Joaquim Jose Quinze Santos Alexandre, mais conhecido como Quinzé, foi morto a tiros, por volta das 20h20 deste domingo, 12, no limite entre Caxias e São João de Meriti, na estrada conhecida como São João-Caxias. Policiais militares do 21° BPM (São João Meriti) foram acionados e chegaram ao local, no bairro Parque Novo Rio.

Segundo informações de populares, o parlamentar teria ido ao local para visitar uma conhecida e ao desembarcar do veículo foi alvejado por um elemento que se encontrava no interior de um outro carro de cor branca e placa não anotada, que estava estacionado próximo. Após os disparos, o criminoso fugiu.

Ainda não há informações sobre a motivação do assassinato. 

A Polícia Militar e a Polícia Civil foram acionadas, mas ainda não responderam ao O DIA.

Quinzé tinha 66 anos, era pai de quatro filhos e era policial militar. Na última eleição, de 2020, concorreu ao cargo de vereador pelo PL e obteve 2.364 votos, sendo o 26 mais votado da cidade.

Segundo histórico de Quinzé apresentado no site da Câmara Municipal de Duque de Caxias, ele foi eleito pela primeira vez como vereador em 2004 pelo PP (Partido Progressista ) com mais de 5 mil votos. Líder comunitário, teve bastante atuação nos Bairros: Olavo Bilac, Periquito, Jardim Leal, Bananal e Gramacho, onde tinha projetos de iniciação desportiva para crianças e jovens, projetos para a terceira idade e de auxílio às famílias carentes.

Segundo vereador morto em menos de um ano

Em março deste ano, o vereador de Duque de Caxias Danilo Francisco da Silva (MDB), o Danilo do Mercado, e o filho dele, Gabriel da Silva, de 25 anos, foram mortos a tiros, no bairro de Jardim Primavera. Segundo informações do partido do vereador, o assassinato a tiros aconteceu na Praça Jardim Primavera, em Caxias. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) também confirmou a ocorrência e abriu um inquérito para investigar o caso.

De O Dia
Publicada por F@F em 13.09.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.