Header Ads

Romero retira pré-candidatura ao governo e abre espaço para compor com João

Nos bastidores da política paraibana são cada vez mais fortes a possibilidade de Romero Rodrigues fechar aliança com o governador João Azevêdo

Ex-prefeito Romero Rodrigues (Foto: Reprodução)
João Pessoa (PB) - O ex-prefeito de Campina Grande e presidente do PSD na Paraíba, Romero Rodrigues, não será mais candidato ao Governo do Estado nas eleições de 2022.

O anúncio da retirada da pré-candidatura foi feito na noite dessa terça-feira (26) durante uma reunião em Brasília de Romero com lideranças do PSDB, principal partido que dava apoio à postulação de Rodrigues.

CONFIRA: Mais detalhes e outras informações sobre a desistência de Romero

Estiveram presentes no encontro o ex-senador Cássio Cunha Lima e os deputados Pedro Cunha Lima, Camila Toscano, Tovar Correia Lima e Ruy Carneiro.

Na reunião, Romero reiterou que não conversou com o governador João Azevêdo (Cidadania), mas deixou claro que essa é uma possibilidade.

Um novo encontro deve acontecer nesta quarta-feira (27) para tratar sobre o futuro do grupo no estado. O que a maioria dos tucanos acredita é que não há condições de compor o PSDB com o Palácio da Redenção. Por isso, seguirá na oposição, ao menos no entendimento do hoje.

Aliança com João Azevêdo 

A desistência de Romero Rodrigues de entrar na disputa pelo comando do Palácio da Redenção no pleito vindouro acontece no momento em que é cada vez mais forte e viável a tese de união do campinense com o governador João Azevêdo (Cidadania), pré-candidato à reeleição.

A possibilidade foi levantada inicialmente pelo deputado Manoel Ludgério (PSD), aliado de primeira hora de Romero, ainda no mês de janeiro, em entrevista à Hora H, programa apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Wallison Bezerra na Rede Mais Rádio.

Por Wallison Bezerra/MaisPB
Publicada por F@F em 27.10.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.