Header Ads

Caso Kelton Marques: acidente completa dois meses; motorista segue foragido

Nesta semana, um protesto organizado por motoboys no local onde o acidente aconteceu pediu justiça pela morte de Kelton Marques e cobrou das autoridades de segurança a prisão do empresário

Acusado esta foragido (Foto: Reprodução)
João Pessoa (PB) - O acidente que matou o motoboy Kelton Marques, no último dia 11 de setembro, no Retão de Manaíra, em João Pessoa, completou dois meses nesta quinta-feira (11) e o empresário Ruan Ferreira, suspeito de atropelar e matar o motoboy quando conduzia seu veículo a mais de 160 quilômetros por hora também segue foragido pelo menos período.

O acidente aconteceu no dia 11 de setembro e desde então advogados do empresário tentam, judicialmente, conseguir um Habeas Corpus para que ele responda pelo crime em liberdade.

Ruan Ferreira teve a prisão preventiva decretada pela Justiça um dia após o acidente. Por decisão da juíza juíza Francilucy Rejane de Sousa Mota, do 2ª Vara do Tribunal do Júri de João Pessoa, o caso teve o sigilo derrubado.

Na decisão a magistrada destacou que “considerando que já foi publicizado em vários meios de comunicação o decreto de prisão do réu, não existindo razão para que a cautelar permaneça sigilosa”, escreveu.

Nesta semana, um protesto organizado por motoboys no local onde o acidente aconteceu pediu justiça pela morte de Kelton Marques e cobrou das autoridades de segurança a prisão do empresário.

Do PB Agora

Publicada por F@F em 12.11.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.