Header Ads

Coordenador diz que Maria Cristina tenta censurar Raoni para esconder ligação com atual gestão

Bruno Lopes afirmou que Maria Cristina tenta esconder essa ligação e agora cria uma nova fake news

Advogado Bruno Lopes (Foto: Assessoria de Imprensa)
João Pessoa (PB) - O coordenador jurídico da Chapa Atitude OAB 10, Bruno Lopes, afirmou que o grupo da candidata Maria Cristina Santiago tenta censurar as redes sociais da campanha de Raoni Vita ao entrar com ação para proibir novas postagens. “A candidata quer esconder que fez parte, junto com seu grupo, da atual gestão que deu errado na OAB da Paraíba. Querem se apresentar como oposição, quando na verdade estiveram lá e defenderam todos os erros cometidos até dois meses atrás “, afirmou.

Segundo explicou, Maria Cristina acionou a comissão eleitoral da OAB-PB para retirar do ar publicações das redes da campanha de Raoni, que mostram as ligações entre ela  e a chapa da atual direção da Ordem. Ele acrescentou que foi uma liminar monocrática e sem que sequer a chapa de oposição tivesse oportunidade de apresentar defesa. “Não houve condenação nenhuma, apresentaremos defesa e confiamos na reversão do entendimento liminar”, destacou. 

“Nós vamos recorrer porque as postagens a que a candidata se refere deixam claro os fatos que precisam ser de conhecimento amplo da advocacia: tanto ela, quanto boa parte da sua chapa, apoiou, deu sustento à atual gestão da OAB da Paraíba nos últimos três anos. O rompimento desse grupo com o presidente e o seu candidato só aconteceu agora, no segundo semestre de 2021”, disse Bruno Lopes. 

O coordenador afirmou que Maria Cristina tenta esconder essa ligação e agora cria uma nova fake news – como tem feito desde o início oficial da campanha. “Na sua representação, Maria Cristina diz que acusamos sua candidatura de ser fictícia e de não passar de manobra eleitoreira. E nada disso foi dito ou insinuado. Nem sequer houve ataques pessoais à sua honra. O que a Chapa Atitude OAB deixou claro, voltamos a dizer, é que os candidatos Harrison Targino e Maria Cristina Santiago – bem como outros membros da mesma chapa – caminharam juntos esse tempo. O rompimento, esse sim, ocorreu por motivos apenas eleitoreiros”, acrescenta.

De acordo com Bruno, as reiteradas tentativas da candidata de esconder de que lado esteve esse tempo todo, enquanto a advocacia paraibana, penava com a omissão da Ordem, é que de fato representam formas de propaganda que tentam induzir a erro os eleitores, retratando situações equidistantes da realidade, ou mesmo que desvirtuam o debate republicano. Ele lembrou que o próprio candidato apoiado pela atual gestão, Harrison Targino afirmou em debate que Maria Cristina estava com eles até dois meses atrás.

Da Assessoria
Publicada por F@F em 03.11.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.