Header Ads

Eleições 2022: Lula vence em todos os cenários, aponta pesquisa

Levantamento da Genial/Quaest apresentou quatro cenários ao eleitor. Em um segundo turno, Lula teria 55% dos votos contra 31% de Bolsonaro

Ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, do PT, continua liderando as pesquisas na corrida para a Presidência da República (Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)
Rio de Janeiro (RJ) - O ex-presidente Lula (PT) segue liderando os cenários de intenções de voto em primeiro e segundo turnos, é o que aponta a nova pesquisa da Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira (8).

O levantamento apresentou quatro cenários eleitorais e em todos eles Lula vence em primeiro turno por ter mais da metade dos votos válidos.  Segundo a pesquisa, levando em conta sete pré-candidatos, Lula teria 46% dos votos; Bolsonaro, 23%; Sergio Moro, 10%; Ciro Gomes, 5%; João Doria (PSDB), 2%; e Rodrigo Pacheco (PSD) e Felipe D’Ávila empatados com 1%. O número de brancos e nulos é de 7% e o de indecisos, 5%.

Se a eleição não tivesse a Doria, Pacheco e D’Ávila, Lula continua na liderança, desta vez com 47% das intenções de voto. Em seguida vem Bolsonaro, com 24%; Sergio Moro, com 11%; e Ciro, com 7%.

No terceiro cenário, sem a presença de Doria, Moro e D’Ávila, Lula chega a 48% dos votos. Bolsonaro apresenta alta, chegando aos 27%. Já Ciro fica com 8% e Pacheco com 2%.

No última hipótese sem Moro, Pacheco e D’Ávila, Lula tem 47%, Bolsonaro 27%; Ciro Gomes 7%; e João Doria 5%. 

Ainda segundo a pesquisa, nas simulações de segundo turno, Lula também vence em todos os cenários. O ex-presidente aparece com 55% dos votos contra 31% de Bolsonaro; 53% contra 29% de Sergio Moro; 54% contra 21% de Ciro Gomes; 57% contra 14% de João Doria; e 58% contra 13% de Rodrigo Pacheco.

Por fim, a pesquisa aponta que sem Lula na disputa, Bolsonaro perderia para Sergio Moro, pois o ex-juiz venceria por 34% a 31%.

Ao todo, foram ouvidas 2.037 pessoas em entrevistas presenciais entre os dias 2 e 5 de dezembro. O nível de confiança é de 95%, com margem de erro máxima de 2%, para mais ou para menos, em relação ao total da amostra. 

A pesquisa da Genial/Quaest também mediu o nível de aprovação do governo Bolsonaro. Segundo o levantamento, 50% dos entrevistados consideram o governo ruim ou péssimo; 26% o acham regular; e 21% acreditam que é ótimo/bom.

A região Nordeste possui o índice mais alto de reprovação do governo: 61% dos eleitores reprovam a gestão atual. 

Já as regiões Sul e Centro-Oeste, têm as maiores aprovações, no qual 26% dos entrevistados avaliam positivamente o governo Bolsonaro.

De O Dia
Publicada por F@F em 09.12.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.