Header Ads

Empresas alvo da Operação Mangaio têm ligação com família da ex-presidente da FPF

A Operação Feira de Mangaio cumpriu oito mandados de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa e Cabedelo

Operação desencadeada pelo Gaeco e vários outros órgãos (Foto: Reprodução) 
João Pessoa (PB) - Duas empresas ligadas a familiares da ex-presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Rosilene Gomes, foram alvos da Operação Feira de Mangaio, desencadeada nesta quarta-feira (23), por suspeita de fraudes em licitações na Paraíba.

De acordo com as informações, o dono da empresa Meta Comércio e Serviços Eireli, Douglas Bernardo Azevêdo foi candidato a vereador pelo MDB em Cabedelo em 2016 e as investigações apontam que Douglas de Araújo Gomes, filho de Rosilene Gomes, também representava a referida empresa.

Já a nora da ex-presidente da FPF, identificada como Gisele Araújo Gomes integra os sócios da HML Comercial LTDA (O Rei dos Esportes).

Entenda

A Operação Feira de Mangaio cumpriu oito mandados de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa e Cabedelo. A ação é coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (GAECO/MPPB), Controladoria-Geral da União (CGU), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Secretaria da Fazenda do Estado da Paraíba (Sefaz), além das Polícias Civil e Militar.

Do PB Agora
Publicada por F@F em 24.02.2022

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.