Header Ads

MPRJ denuncia pastor Silas Malafaia por discriminação

O caso tramitará na 14ª Vara Criminal da Capital

Pastor Silas Malafaia (Foto: Reprodução)
Rio de Janeiro (RJ) - O Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ) denunciou o pastor Silas Malafaia por discriminação e preconceito de identidade de gênero contra o vereador Thammy Miranda, que participou de uma campanha do Dia dos Pais, em 2020, para uma empresa de cosméticos.

De acordo com o documento, “insatisfeito com o conteúdo da campanha publicitária, o denunciado, na qualidade de pastor de igreja evangélica e, portanto, com grande poder de influência sobre seus fiéis e demais devotos da prática religiosa cristã, realizou, em sua rede social uma postagem com conteúdo discriminatório. Silas Malafaia, com vontade livre, consciente e voluntária, praticou, induziu e incitou a discriminação e o preconceito de identidade de gênero ao realizar publicação no Instagram com o seguinte conteúdo: ‘vamos boicotar a Natura! Coloca uma mulher para fazer papel de homem no Dia dos Pais. Uma afronta aos valores cristãos, somos a maioria!’”.

Ainda segundo a denúncia, “a publicação do denunciado causou grande repercussão social negativa. Tal postagem foi realizada de forma genérica e pública, atingindo todos os leitores da rede social e, por conseguinte, toda a população LGBTQI+, considerando-se o alcance do perfil de usuário”.

O caso tramitará na 14ª Vara Criminal da Capital.

Do Meia Hora
Publicada por F@F em 18.02.2022

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.