Header Ads

Blog cita infidelidade de Vené a Tibet e discurso de fidelidade desmoralizado do MDB da PB

Sem seguir orientação nacional de apoio a Tebet, MDB de Veneziano marcha com discurso sobre ‘fidelidade’ desmoralizado na Paraíba

Senador Veneziano Vital do Rego, pré-candidata a presidenta da República pelo MDB, Simone Tebet, e o deputado Baleia Rossi, atual presidente do MDB nacional (Foto: Reprodução)
João Pessoa (PB) - Sem seguir a orientação da executiva nacional do partido sobre a pré-candidatura da senadora Simone Tebet à presidência da República, o MDB da Paraíba não tem conseguido convencer os correligionários do partido a seguir o discurso sobre fidelidade partidária no estado em torno do nome do senador Veneziano.

Para o deputado estadual Raniery Paulino (MDB) a agremiação não tem coragem nem moral para expulsar o filiado que não seguir a postulação de Veneziano, a exemplo do ex-governador Roberto Paulino (MDB) que permanece filiado à sigla, mas com apoio declarado à reeleição do governador João Azevêdo (PSB).

“O MDB não tem moral nem coragem para expulsar Roberto Paulino. Que moral tem? Baseado em que? O vereador Mikika que prega a expulsão hoje representa o Conselho de Ética e Disciplina do partido. Com que razão haveria de abrir um processo nesse sentido? Porque Paulino manteve sua palavra e vai apoiar Azevedo? Nós temos hoje uma candidatura própria à presidência da República. Então quem não votar em Simone Tebet vai ser expulso também? Porque é importante fazer uma contextualização dos acontecimentos”, pontuou.

Raniery ainda lembrou que foi Veneziano o responsável por aproximá-lo do governador João, mas o senador quebrou a palavra, diferentemente dos Paulino que mantiveram o acordo. “Quem fez essa aliança nossa com João foi Veneziano , ele me ligou, e nós demos nossa palavra a preferirmos mantê-la, confirmando esse compromisso”, completou.

Do Blog do Ninja
Publicada por F@F em 03.05.2022

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.