Header Ads

Decisão do TSE impede aliança formal entre Efraim e Hugo Mota

Caso o Republicanos se mantenha com o governador João Azevedo (PSB), não poderá formalizar uma aliança com Efraim, que tem Pedro Cunha Lima (PSDB) na disputa pelo governo

Efraim Filho e Hugo Mota (Foto: Divulgação)
Guarabira (PB) - Por 4 votos a 3, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu na última terça, 21, que partidos coligados ao cargo de governador devem manter a mesma coligação na disputa ao Senado. Com isso, o TSE manteve a regra atual.

A decisão impede uma aliança formal entre o Republicanos de Hugo Mota e o União Brasil do deputado federal Efraim Filho.

Além disso, segundo o entendimento do TSE, partidos que compõem a mesma coligação na disputa por um governo estadual podem apresentar mais de um candidato a senador.

Caso o Republicanos se mantenha com o governador João Azevedo (PSB), não poderá formalizar uma aliança com Efraim, que tem Pedro Cunha Lima (PSDB) na disputa pelo governo.

Por Portal Independente
Publicada em 24.06.2022

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.