Header Ads

Venezuela e Brasil lideram aumento da pobreza extrema na América Latina

Mais seis milhões de pessoas cairão em situação de extrema pobreza na América Latina em 2019, subindo o total de pobres para 191 milhões

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) faz uma nova advertência sobre o aumento da pobreza na região. Mais seis milhões de pessoas cairão em situação de extrema pobreza na América Latina em 2019, elevando o número total de pobres para 191 milhões, segundo um relatório divulgado nesta quinta-feira 28 pelo órgão.

Dados são da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Foto: Raphael Alves/AFP)
A Cepal, um organismo das Nações Unidas com sede em Santiago, no Chile, destaca que a alta de 2,3 pontos da pobreza entre 2014 e 2018 na média regional “se explica basicamente pelo aumento registrado no Brasil e na Venezuela”. A pobreza afeta principalmente meninos, meninas e adolescentes, mulheres, indígenas e afrodescendentes, moradores de áreas rurais e desempregados, resume o documento.

De A Carta Capital
Publicada por F@F em 01.12.19, às 11h03

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.