Header Ads

Clubes estão sob suspeita de uso de jogadores irregulares

Nos próximos dias, o pessoal do TJDF-PB terá muito trabalho para apurar denúncias

Logo do Campeonato Paraibano 2020 (Foto: Reprodução)
Quatro dos dez clubes que estão disputando o Campeonato Paraibano da Primeira Divisão de 2020 podem ter utilizado jogadores irregulares, conforme denúncias feitas junto ao Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba. O rosário de clubes denunciados tem o Sousa no topo. Seguido pelo CSP, Atlético de Cajazeiras e mais recentemente, o Campinense.

Competição acirrada na briga por classificação, principalmente, no Grupo A, o Campeonato Paraibano parece tomar outra conotação na luta por vagas na próxima fase. Nos próximos dias, o pessoal do TJDF-PB terá muito trabalho para apurar este lençol de denúncias, que aponta uma série de jogadores punidos no ano passado e que deixaram de cumprir as penalidades impostas pela Justiça desportiva.

O primeiro caso a chegar no TJDF-PB foi a denúncia feita pelo Nacional de Patos contra o Sousa, apontando que Jó Boy teria atuado de maneira irregular com a camisa do dinossauro. O atacante, expulso na última rodada do Campeonato Paraibano da Segunda Divisão, no ano passado, deveria ter cumprido suspensão na atual temporada.

Não demorou muito e uma nova denúncia foi feita pelo São Paulo-PB que acusa o CSP de ter utilizado Negueba, nas disputas da competição oficial, irregularmente. A nota de infração explica que o meia foi expulso durante uma partida pela Queimadense, pela Segunda Divisão também em 2019. O jogador foi julgado pelo TJDF-PB e mesmo assim, não cumpriu a pena.

O terceiro clube a fazer parte da lista de denunciados é o Atlético de Cajazeiras. Segundo o Sport Lagoa Seca, a equipe teria utilizado Egon, que não estaria em condição de atuar em jogos oficiais do Campeonato Paraibano. O zagueiro, segundo a denúncia, foi punido pelo TJDF-PB devido a uma expulsão, na última partida do Atlético contra o Campinense, em 2019.

O Campinense completa a relação, por supostamente ter incorrido no mesmo erro de Sousa, CSP e Atlético de Cajazeiras. O time rubro-negro ganhou o status de denunciado porque teria utilizado nas duas primeiras partidas do Campeonato Paraibano 2020, o goleiro Pantera na condição de reserva, contra Sport Lagoa Seca e Perilima. Segundo as denúncias recebidas, o arqueiro foi expulso na partida entre Serrano e Perilima no certame estadual do ano passado e punido com três jogos pelo TJDF-PB.

Defesas

Mesmo sem ter sido citado oficialmente sobre essa possível irregularidade, a diretoria do Campinense afirmou que já tomou conhecido do fato e promete se pronunciar “em momento oportuno”, segundo a assessoria do clube.

Por Franco Ferreira, do Jornal Correio
Publicada por F@F em 28.02.2020, às 12h09

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.