Header Ads

Conheça a história de São José, homem escolhido para ser o pai de Jesus

Para os fiéis, São José é um exemplo a ser seguido para que a palavra de Deus seja ouvida. "Não discutir, não pedir provas, somente obedecer. É um dos santos mais queridos no Ceará", disse padre Clairton Alexandrino

19 de março, dia de São José (Foto: Google)
O Dia de São José é comemorado anualmente em 19 de março. Esta é uma data religiosa que celebra a figura do "pai terreno" de Jesus Cristo e esposo de Maria, mãe de Cristo: José de Nazaré ou José, o Carpinteiro, é um dos santos mais venerados pela Igreja Católica em todo o mundo.

Aquele que Deus escolheu para ser o pai de Jesus e esposo da mãe de Deus. Um homem caracterizado pelo silêncio. Não existe sequer uma palavra registrada na Bíblia por ele. No lugar de falar, agia.

Apesar de ser uma figura importante para o nascimento de Jesus, existem poucas informações sobre São José nas Escrituras Sagradas. Como descrito mais acima, o santo sequer deixou algum registro na Bíblia.

Ao O POVO, o padre Clairton Alexandrino, da Arquidiocese de Fortaleza, contou que José é retratado pela Bíblia como um homem justo e obediente. "Um homem sob medida para colaborar com o plano da salvação e, assim, contribuir com a redenção do mundo", disse.

Para os fiéis, São José é um exemplo a ser seguido para que a palavra de Deus seja ouvida. "Não discutir, não pedir provas, somente obedecer. É um dos santos mais queridos no Ceará", acrescentou o padre.

É padroeiro de vários grupos, como dos trabalhadores, das famílias, dos operários. No Ceará, a história de São José ganhou força com trabalhadores da agricultura, que esperam pela chuva abençoada do santo no dia 19.

"Não tem um motivo específico para ser o dia 19. Ele é muito querido por chover bastante e os agricultores fizeram essa ligação. Isso aumentou a devoção", garante Alexandrino. A data de São José coincide com o equinócio de outono, o que especialistas veem como a relação do dia com a chuva.

Geralmente, a data é marcada por missas e procissões dos devotos de São José. Esse ano, no entanto, por conta da pandemia do Covid-19, os eventos foram desmarcados. A recomendação é do Ministério da Saúde, que pede que a população evite aglomerações.

Para padre Clairton, no entanto, isso não impede que fiéis possam realizar seus rituais no conforto e segurança de casa - é o que ele indica, inclusive. "Pelo menos assistir a missa pela televisão, pela internet, rádio. Prestar a São José uma homenagem". 

Conforme o religioso, as outras missas também estão suspensas na Catedral por causa do surto de coronavírus. As missas de domingo, por exemplo, serão celebradas, mas não contará com a presença de fieis."Seguindo recomendação do Governo, que declarou estado de emergência, estamos suspendendo até que as autoridades possam dizer que a situação já foi controlada", explica padre Clairton.

A Agência Católica de Informações (ACI), destaca algumas curiosidades sobre São José:

> Foi muito pouco mencionado no Novo Testamento

São José é mencionado no Evangelho de São Mateus, de São Lucas, uma vez em São João (alguém diz que Jesus é “o filho de José”) e apenas isso. Ele não é mencionado em Marcos ou no restante do Novo Testamento.

>  Sua saída da história dos Evangelhos não é explicada na Bíblia

É uma figura importante nos relatos do Nascimento do Senhor em São Mateus e São Lucas e mencionado nas passagens que relatam o momento em que Jesus se perdeu aos 12 anos e foi encontrado no templo. Mas este é o último momento que falam dele.

Maria aparece várias vezes durante o ministério de Jesus, mas José desapareceu, sem deixar rastro. Então, o que aconteceu? Várias tradições explicam esta diferença dizendo que José morreu aproximadamente quando Jesus tinha 20 anos.

>  Viúvo e idoso?

A Escritura não diz a idade de São José quando se casou com Maria ou sobre seu passado. Entretanto, por muito tempo foi representado como um homem de idade avançada, aparentemente baseado em um texto do chamado protoevangelho de São Tiago, um evangelho apócrifo que menciona que São José havia casado anteriormente, teve filhos desse casamento e ficou viúvo.

Segundo essa tradição, São José sabia que Maria tinha feito voto de virgindade e foi eleito para se casar com ela para protegê-la, de certo modo porque ele era idoso e não estaria interessado em formar uma nova família. Esta ideia foi contraposta ao longo da história por grandes santos, como Santo Agostinho.

> É venerado aproximadamente desde o século IX

Um dos primeiros títulos que utilizaram para honrá-lo foi “nutritor Domini”, que significa “guardião do Senhor”.

> Tem duas celebrações

A solenidade de São José é no dia 19 de março e a festa de São José Operário (Dia Internacional do Trabalho) no dia 1º de maio. Também é celebrado na Festa da Sagrada Família (30 de dezembro) e sem dúvida faz parte da história do Natal.

> A ‘Josefologia’

Entre as subdisciplinas da teologia, são conhecidas a cristologia e mariologia. Mas, sabia que também existe a Josefologia?

São José foi uma figura de interesse teológico durante séculos. Entretanto, a partir do século XX algumas pessoas começaram a recolher opiniões da Igreja a respeito dele e o converteram em uma subdisciplina.

Na década de 1950, abriram três centros dedicados ao estudo de São José: na Espanha, na Itália e no Canadá.

O Povo Online
Publicada por F@F em 19.03.2020, às 12h21

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.