Header Ads

Empresária é presa e cumprirá prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica

Apesar da prisão, as investigações terão continuidade. A Polícia vai tomar depoimento de amigos e familiares

Empresária vai para prisão domiciliar (Foto: Wscom)
A Polícia Civil cumpriu na tarde deste sábado (11), o mandado de prisão preventiva contra a empresária Taciana Ribeiro Coutinho, acusada de matar o marido Helton Pessoa. O ato ocorreu após a acusada se apresentar na  Delegacia de Crimes Contra à Pessoa – Homicídios. Durante cerca de três horas, ela foi ouvida pelo delegado Reinaldo Nóbrega. Por decisão do juiz José Jackson Guimarães, responderá em prisão domiciliar. O portal WSCOM teve acesso Exclusivo ao momento em que ela chegou espontaneamente na Delegacia.

Acompanhando do advogado Genival Veloso Filho, a empresária relatou, em interrogatório, que agiu em legítima defesa, após uma briga do casal. Segundo Taciana, o marido teria tentado estrangulá-la durante um banho, mas, ela conseguiu se desvencilhar, e, pegou a arma que estava em cima de uma prateleira, efetuando quatro tiros contra Helton Pessoa.

Ainda em depoimento, Taciana Ribeiro relatou que por várias vezes sofreu agressões físicas do marido, principalmente, nos últimos meses.

Apesar de não apresentar ferimentos visíveis, a mulher foi submetida a exames de corpo de delito. No mandado de prisão preventiva, expedido pela Justiça a pedido da Polícia, o magistrado converteu a permanência da mulher em unidade prisional em prisão domiciliar.

Após ser ouvida, ela foi submetida a exames de corpo de delito e levada para um presídio, onde receberá uma tornozeleira eletrônica. Em seguida, será levada para a residência informada nos autos judiciais.

Apesar da prisão, as investigações terão continuidade. A Polícia vai tomar depoimento de amigos e familiares. No dia em que o crime ocorreu, as primeiras diligências foram adotadas pela equipe da Delegacia de Crimes Contra Pessoa de João Pessoa.

Em seguida, os trabalhos foram encaminhados para a equipe do Núcleo de Homicídios de Santa Rita, que solicitou a prisão preventiva e vai dar prosseguimento ao inquérito policial.

O CRIME

O crime ocorreu na tarde desta sexta-feira (11), em uma fazenda onde o casal passava o período de quarentena, na zona rural do município de Sapé. No local, também estavam o filho do casal e a mãe da empresária.

A defesa havia noticiado que a empresária se apresentaria às autoridades policiais apenas neste domingo (12), mas foi antecipada por decisão familiar. Taciana Ribeiro Coutinho foi encaminhada para exame de corpo de delito, no Instituto de Medicina Legal (IML).

Do Wscom
Publicada por F@F em 11.04.2020 às 23h36

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.