Header Ads

COLUNA A. SANTOS! Colunista identifica quem substitui ZT no comando do zenobismo

PSDB de GBA e o novo comando

Caríssimo leitor (internauta);

Antonio Santos, editor de Fato a Fato (Foto: F@F)
Um cenário atípico está vivendo o tucanato guarabirense nesse período pré-eleitoral e pós morte do ex-prefeito Zenóbio Toscano. Em vida, ZT comandava, muitas vezes a "punhos de ferro", seus liderados e todos obedeciam suas ordens, fossem práticas ou ideológicas.

Zenóbio tinha (ou tem) seguidores, assim como os possui o ex-governador Roberto Paulino. Aquilo que ZT dizia era como se fosse um decreto, uma lei votada, aprovada e sancionado em todos os seus artigos e parágrafos. Só para exemplificar a força prática e ideológica que Toscano exercia no seio do tucanato guarabirense, se ele apontasse para um pedaço de pau e afirmasse ser uma pedra preciosa, todos concordavam.

Era (ou ainda é) como se fosse um rei (em seu caso mesmo com iniciais minúsculas) tinha as características e o poder de mando de um titular de reinado de verdade. As vezes conduziam seus súditos para verdadeiros labirintos, noutras apontava a estrada certa. Falo de decisões politicas.

Mas, infelizmente Zenóbio não está mais entre nós. E quem está comandando o tucanato e o PSDB de Guarabira. Camila? Léa? ou Marcus Diôgo?

Como me porto sempre ousado naquilo que escrevo, vou arriscar um palpite. Os súditos de Zenóbio deverão ser liderados pela a ex-prefeita Léa Toscano. Mesmo não tendo (aparentemente) idêntico Know-How estratégico do esposo, "Tia Léa" foi prefeita de Guarabira duas vezes, deputada estadual e, desde sempre, esteve ao lado do marido nos momentos bons e ruins de sua vida pública.

A chave do "eu mando", "eu posso", "eu faço" e "todos obedeçam" vai está com Léa Toscano. Dizem que a mãe da deputada Camila é até mais rígida que Zenóbio. Mas isso, os comandados só vão saber ou sentir na prática a partir de agora, quando ela começar a dar as ordens. 

Tomara que ninguém "metido a besta" vá de encontro a seus ditames. Léa tem sorriso farto, é mulher, gosta de abraçar as pessoas, mas se herdou as características de Zenóbio, as ordens da "rainha" terão de ser cumpridas à risca. A obediência será a mesma dos tempos do "rei".

E quanto a Marcos Diôgo, prefeito efetivado com a morte de Zenóbio Toscano? Tenham certeza, o atual gestor guarabirense será "apenas mais um" entre os liderados. Mesmo tendo o poder da caneta em sua mãos, ainda é inexperiente no comando de um grupo partidário feito o PSDB de Guarabira.

Marcos vai continuar seguindo as ordens, como fazia na época de Zenóbio. E ele não é  besta para se rebelar. Por está filiado ao PSDB, caso queira mesmo se candidatar a prefeito nas eleições desse ano, tem de "balançar a cabeça" com o sinal de sim para tudo que Léa determinar. Caso contrário, poderá até não ter legenda para a disputa da eleição, o que é improvável de acontecer.

Não esqueçamos de ressaltar que, desde sempre, a família de Marcus Diôgo e ele próprio foram fiéis a Zenóbio e à Léa. É um dado favorável e de extremo significado para o atual gestor ser alçado candidato do grupo no pleito deste ano em Guarabira. E é o que provavelmente vá ocorrer.

Na conta de Camila Toscano, acho até que foi a deputada quem trabalhou para a mãe ser (caso aconteça) a líder do tucanato guarabirense. E ela está certa. Não poderia deixar o "reinado" deixado pelo pai nas mãos de um estranho (sem que seja da família).

A parlamentar ainda é um tanto nova, está no seu segundo mandato e, mesmo fazendo um bom trabalho na Assembleia Legislativa, pode esperar para comandar o PSDB futuramente. 

Vamos aguardar para ver se a nova comandante do PSDB e do grupo zenobista, sobretudo nas eleições deste ano, sabe onde ficam as descaídas da sinuca política guarabirense como ZT sabia e RP domina com rara habilidade.

No jogo político-eleitoral em Guarabira, sobretudo nas campanhas para prefeito, quem identifica onde estão tais descaídas, tem tudo para se sobressair em relação aos adversários.

Um forte e sincero abraço a todos. Paz e bem!

ANTONIO SANTOS – Editor de Fato a Fato
Contatos com a coluna 99365-1823 (WhatsApp)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.