Header Ads

Interpol alerta sites que suspendem apostas para jogo do Campeonato Paraibano

Por telefone, a equipe do portal Polêmica Paraíba tentou ouvir a presidente da FPF, Michelle Ramalho, mas ela não quis falar, alegando estar participando de uma live na internet

Futebol paraibano passa por nova polêmica, desta feita em apostas de jogos eletrônicos (Foto: Reprodução/Polêmica Paraíba)
Mais uma polêmica à vista no futebol paraibano envolvendo fraudes em resultados de jogos do campeonato estadual.

De acordo com especialistas no ramo de apostas, que são feitas via internet, o jogo válido pela 9ª rodada do Campeonato Paraibano entre CSP e Sport Lagoa Seca, na última quarta-feira (22), teria sido retirado de sites de casas de apostas do Brasil e do exterior.

Segundo esses especialistas, o resultado mais apostado seria 6 x 0 para o CSP e o jogo foi suspenso dos sites em meados do segundo tempo, quando a partida estava 4 x 0 para o time de João Pessoa.

Aos 26 minutos da segunda etapa, o segundo tempo, o CSP fez o 5 x 0, aos 34 fez 6 x 0 e aos 42 fez 7 x 0, que foi o resultado final.

Existem informações de que equipes da Interpol teriam alertado as casas de apostas para uma possível fraude envolvendo essa partida.

Histórico

Esta não é a primeira vez que uma possível manipulação de resultados acontece na Paraíba. Dirigentes e árbitros de futebol foram condenados pela Justiça no âmbito da Operação Cartola, da Polícia Civil e Ministério Público da Paraíba, deflagrada em abril de 2018.

Pela Série D do Campeonato Brasileiro, em 2019, a partida entre Campinense x Vitória (PE), que terminou com a Raposa vencendo por 4 x 0 em Campina Grande também levantou suspeitas de manipulação de resultados.

Já em janeiro deste ano, o presidente do Sousa Esporte Clube, Aldeone Abrantes, denunciou um suposto esquema de manipulação de resultados na temporada 2020 do Campeonato Paraibano. Em um audio veiculado pelo WhatsApp, o dirigente afirmou ter sido procurado por emissários de “uma pessoa conhecida ligada ao futebol da Paraíba” para participar do esquema. Na ocasião, a presidenta da federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, afirmou que teve acesso aos áudios e em nota, disse que procurou as autoridades e repassou o material para que seja apurado. Até a publicação desta matéria, nada aconteceu.

Em maio, veio à tona uma partida amistosa fantasma envolvendo Andraus (PR) x Serrano (PB). Paranaenses e paraibanos garantem que o jogo aconteceu no dia 25 de março, em meio à pandemia do Coronavírus, quando o futebol brasileiro estava paralisado, mas não há provas públicas disso. Para essa partida, pelo menos R$ 10 milhões teriam sido movimentados em sites de aposta.

Na Federação

As suspeitas de fraudes no futebol da Paraíba já foram amplamente repercutidas na imprensa nacional, a exemplo do programa Esporte Espetacular, da TV Globo.

Uma das reportagens exibidas pelo programa denuncia um esquema de fraude na eleição de Michelle Ramalho para a presidência da FPF em 2018. De acordo com a emissora, a advogada ligada à CBF teria vencido a eleição mediante falsificação de documentos, compra de votos e chantagem.

Procurado pela reportagem do programa, o Ministério Público da Paraíba prometeu entrar no caso.

O outro lado

Por telefone, a equipe do portal Polêmica Paraíba tentou ouvir a presidente da FPF, Michelle Ramalho, mas ela não quis falar, alegando estar participando de uma live na internet.

Do Polêmica Paraíba
Publicada por F@F em 24.07.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.