Header Ads

Waldson é intimado para julgamento no TCE; MPC é pela irregularidade da gestão

O ex-secretário está solto em virtude de um habeas corpus e cumpre medidas cautelares, entre as quais, uso de tornozeleira eletrônica e recolhimento em casa às 20h

Ex-secretário Waldson Souza (Foto: Ta Na Área)
O ex-secretário Planejamento do Governo do Estado, Waldson de Souza, terá suas contas de 2018 analisadas pelo TCE no próximo dia 15 de julho, e já tem parecer do Ministério Público de Contas, que opinou por irregularidades das contas.

Waldson de Souza era um dos auxiliares de confiança do ex-governador Ricardo Coutinho, e ocupou diversas pastas importantes do Governo, a exemplo das Secretarias de Saúde, Planejamento e Articulação Política.

Waldson de Souza foi preso junto com o ex-governador Ricardo Coutinho em Operação da PF/Gaeco/MPPB/MPF deflagrada em 17 de dezembro do ano passado.

Auditores do Tribunal de Contas do Estado apontam diversas irregularidades na gestão de Waldson de Souza, a frente da Secretaria de Planejamento. O Ministério Público de Contas acaba de emitir parecer pela irregularidade das contas referente exercício de 2018, último ano da gestão de Ricardo Coutinho.

O ex-secretário está solto em virtude de um habeas corpus e cumpre medidas cautelares, entre as quais, uso de tornozeleira eletrônica e recolhimento em casa às 20h. Waldson foi intimado pelo TCE para a sessão de julgamento que ocorrerá dia 15 de julho.

Decisão do MPC


Do Blog de Marcelo José
Publicada por F@F em 04.07.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.