Header Ads

Haddad ignora PT paraibano e abre espaço para Ricardo Coutinho

Fernando Haddad foi candidato a presidente da República pelo Partido dos Trabalhadores

Ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad defende a candidatura de Ricardo Coutinho a prefeito de João Pessoa (Foto: Reprodução)
O ex-presidenciável petista Fernando Haddad, decidiu seguir as orientações da executiva nacional da legenda, desconsiderar o diretório municipal do PT de João Pessoa e também rifar a candidatura do deputado estadual Anísio Maia a prefeito da Capital paraibana.

Tanto que, segundo Lauro Jardim, colunista de O Globo que publicou a informação na noite desta segunda-feira (28), Haddad teria ignorado completamente o nome de Anísio e aberto espaço em suas próprias redes sociais para fazer uma “entrevista” com Ricardo Coutinho (PSB), que é ex-governador da Paraíba e o candidato a quem o PT decidiu apoiar, mesmo contrariando a escolha do diretório municipal petista pessoense.

Ricardo Coutinho foi preso durante a Operação Calvário sob acusação de ser mentor e chefe de uma organização criminosa que desviou mais de R$ 130 milhões dos cofres públicos paraibanos durante a sua gestão.

Mesmo assim, o PT nacional, decidiu rifar o nome de Anísio Maia, considerado nacionalmente como um dos integrantes mais fiéis ao Partido dos Trabalhadores, para realizar uma intervenção em favor de Coutinho que pertence ao PSB, sigla com a qual o PT é oficialmente rompido.

Confira abaixo a matéria publicada no site de O Globo ou clique aqui para ver a íntegra original:

“Fernando Haddad cumpre à risca a decisão de Lula e do PT nacional de rifar a candidatura do deputado estadual Anísio Maia (PT) à prefeitura de João Pessoa.

Enquanto o petista paraibano faz campanha e briga na Justiça contra a decisão do diretório nacional que implodiu suas pretensões, Haddad decidiu abrir espaço em suas redes para entrevistar Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba, a quem os caciques do PT resolveram apoiar na corrida em João Pessoa.

Preso pela Operação Calvário em dezembro de 2019, acusado de fraude em licitação e organização criminosa, Coutinho teve negado pelo STJ o pedido de viajar a Brasília para trabalhar nos dias úteis como presidente da Fundação João Mangabeira, do PSB.

Alvo de recolhimento domiciliar noturno, ex-governador da Paraíba também não tem podido participar de debates de candidatos feitos à noite.”

Do Paraíba Rádio Blog
Publicada por F@F em 29.09.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.