Header Ads

Após estuprar deficiente, campeão da NFL é condenado a 15 anos de prisão

Dana Stubblefield teria encontrado a vítima em um site de babás e a convidado para sua casa para uma entrevista de emprego

Apesar da sentença, a defesa de Dana tentará reverter a decisão (Foto: Digital First Media Group/The Mercury News Via Getty Images)
Dana Stubblefield, 49 anos, campeão do Super Bowl em 1994 pelo San Francisco 49ers, foi condenado a 15 anos de prisão após estuprar uma mulher deficiente. O caso ocorreu em 2015 e o ex-jogador foi preso em 2016.

CONFIRA - Após estuprar deficiente, campeão da NFL é condenado a 15 anos de prisão

Stubblefield teria encontrado a vítima em um site de babás e a convidado para sua casa, em Santa Clara, na Califórnia, Estados Unidos, para uma entrevista de emprego. Então, em sua própria residência, ele teria violentado sexualmente a mulher.

O julgamento ocorreu nessa quinta-feira (22/10) e ele afirmou que o sexo foi consensual, pedindo para ser avaliado pelo detector de mentiras. Os promotores argumentaram, no entanto, que a vítima sofria transtornos mentais e tinha problemas físicos.

Em janeiro de 2018, quase dois anos após o crime, os agentes constataram que Stubblefield usou uma arma para ameaçar a mulher. Esta informação fez a corte tirar do ex-jogador o direito de responder o processo em liberdade e o pagamento de fiança.

Apesar da sentença, a defesa de Dana tentará reverter a decisão. “Estamos muito confiantes de que se o júri tivesse as informações corretas, eles teriam (chegado) a uma conclusão diferente. Nunca tive um caso em que tantas evidências tenham sido excluídas. Queríamos que a verdade viesse à tona e vamos continuar lutando. Dana sabe que é inocente e está confiante de que o sistema vai acertar e ele vai ser paciente”, afirmou um dos advogados do ex-atleta, Allen Sawyer.

Dana defendeu, também, o Washington Redskins, Oakland Raiders e no New England Patriots, onde se aposentou em 2004.

Do Metrópoles
Publicada por F@F em 24.10.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.