Header Ads

VEJA VÍDEO! Policiais do IV BPM usam de força, algemam e prendem advogado em GBA

Caso aconteceu na tarde deste domingo (1). OAB de Guarabira e da Paraíba devem se pronunciar

Policiais do IV BPM, comandados pelo Capitão Silva Ferreira, algemaram, puseram no chão e prenderam o advogado Fábio Meireles, em ação policial realizada na tarde deste domingo (1) em Guarabira.

De acordo com testemunhas, havia uma movimentação política na cidade através de passeio de motos e a guarnição tentou impedir que as motocicletas continuassem a fazer o trajeto.

Foi aí que o advogado perguntou ao responsável pela guarnição em qual lei ele estava baseado para impedir a movimentação. Houve troca de argumentos entre as partes, mas o Capitão Silva Ferreira não quis saber das argumentações e ordenou que os policiais algemassem e prendessem Fábio Meireles, ex-presidente da OAB em Guarabira. 

No vídeo abaixo pode se ver o uso da força por parte dos policiais do IV BPM que, além de algemar e prender o advogado, o puseram no chão e chegaram até a pisar em suas costas.

Conforme o vídeo, o advogado, já dominado pela força policial, insiste em dizer que está calmo, mas o comandante da guarnição diz que Fábio Meireles ingeriu álcool. 

O caso foi parar na Delegacia de Polícia Civil

Revolta - Advogados de várias correntes sociais e políticas da cidade usaram as redes sociais para manifestarem-se revoltados com a ação dos policiais lotados no IV Batalhão de Polícia Militar, atualmente comandado pelo Tenente Coronel Gilberto Felipe.

A Subseção da OAB em Guarabira deve, nas próximas horas, emitir uma nota em relação ao ocorrido. Informações que chegam à editoria de Fato a Fato dão conta de que a Ordem dos Advogados na Paraíba também vai se manifestar.

Versão do IV BPM - O Batalhão de Polícia Militar, com sede em Guarabira, não emitiu a versão do quartel em virtude de o Capitão Silva Ferreira, responsável pelo plantão, está, no momento da publicação da matéria de Fato a Fato, prestando depoimento na Delegacia de Polícia, juntamente com o advogado e os policiais envolvidos no caso.

Em respeito as partes envolvidas, Fato a Fato se dispõe em publicar a versão do IV BPM e a do advogado Fábio Meireles.

Da Redação/Fato a Fato
Publicada em 1.11.2020

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.