Header Ads

Mulher de 37 anos exibe documento e diz ser filha primogênita de Maradona

Damaris Alejandra enviou carta a jornalista argentino para que "a verdade fosse conhecida", mas afirma que não deseja bem material do craque

Mulher diz ser Damaris Maradona (Foto: Reprodução)
Uma mulher de 37 anos afirma ser a filha primogênita do ídolo argentino Diego Armando Maradona, que morreu em novembro do ano passado. Damaris Alejandra Maradona enviou uma carta ao jornalista Luis Ventura, na qual mostra documento com o sobrenome do ex-jogador.

De acordo com Ventura, Damaris possui um exame de DNA que comprova a paternidade de Maradona, além de uma foto de quando era bebê, em 1984, ao lado do ex-jogador do Napoli.

Na correspondência enviada ao jornalista, a mulher diz ser “pobre e humilde”, mas informa não querer bem material algum de Maradona. Como prova disso, ela informou que fechou conta nas redes sociais e pretende viver longe dos holofotes.

Sumiço do mapa

“Eu sou Damaris Alejandra Maradona. Fechei minha conta no Instagram porque não quero que mais ninguém me conheça. Cometi um erro ao criar uma conta com meu nome em homenagem ao meu pai. Não quero herança material de meu pai. Carregar seu sangue, seu sobrenome e os belos momentos que passamos juntos é a herança mais preciosa que se pode ter”, diz o texto da carta revelada por Ventura.

Embora não queira ser “famosa”, Damaris admite que enviou a carta para que as pessoas soubessem “a verdade”. “Eu só queria que a verdade sobre mim fosse conhecida. Sou filha reconhecida por Diego Armando Maradona. Eu amo meu pai e toda a minha vida vou amá-lo. Agora me deixem em paz. Não tentem me procurar porque vocês nunca vão me encontrar.”

Maradona tem três filhas reconhecidas, Dalma, Giannina e Jana, além de dois filhos, Diego Maradona Jr. e Diego Fernando.

Do Metrópoles
Publicada por F@F em 27.01.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.