Header Ads

Mulher e criança são resgatadas de cárcere ao usar aplicativo de celular

Vítimas eram mantidas sob ameaça de suspeito, que é ex-companheiro da mulher e não aceitava a separação

Equipamento com aplicativo especial é emprestado a mulheres que já apresentaram denúncia de violência doméstica na Paraíba (Foto: Gabriela Parente / TJPB / Arquivo)
Uma mulher e uma criança de quatro anos, mantidas em cárcere privado e ameaçadas de morte, foram resgatadas pela Polícia Civil na noite da terça-feira (26), no bairro de Gramame, em João Pessoa. As vítimas foram localizadas após a mulher conseguir acionar a polícia por meio do aparelho do Programa SOS Mulher Protegida.

Segundo a polícia, o suspeito do crime é o ex-companheiro da mulher, que não aceitava a separação e descumpriu medida protetiva. Ele mantinha as vítimas presas ameaçando as duas com uma arma de fogo.

Por volta das 17h, a equipe que monitora os chamados do Programa perceberam que o dispositivo foi acionado. Uma equipe de policiais civis foram até o endereço e, ao perceberem que a mulher não respondia aos contatos, resolveram quebrar os portões e cercar a casa.

No local, o suspeito do crime foi preso e a arma usada nas ameaças foi apreendida. A vítima contou aos policiais que estava em cárcere desde o início da manhã. Segundo a delegada Maria da Conceição Casado, a vítima manteve um relacionamento por três anos com o suspeito, mas sofreu violência doméstica e decidiu se separar.

Ela denunciou o caso à polícia e foi incluída no Programa SOS Mulher Protegida, recebendo um aparelho que mostra a localização dela e que é conectado com as polícias Civil e Militar, 24 horas por dia.

Do G1 PB com Fato a Fato
Publicada em 27.01.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.