Header Ads

Caso Patrícia: ex-namorada revela que suspeito batia na filha para fazê-la dormir

A ex-companheira chegou a citar que por várias vezes pediu para que ele saísse de casa

Maria Júlia revelou que o ex-namorado Jonathan Henrique batia em sua filho, de apenas 6 anos de idade (Foto: Sistema Arapuan de Comunicação)
João Pessoa (PB) - Em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, nesta quinta-feira (29), a ex-namorada de Jonathan Henrique, principal suspeito de matar a jovem pernambucana Patrícia Roberta, revelou detalhes da relação entre eles e surpreendeu ao relatar que era frequente as agressões contra a própria filha, Sofia, de apenas 6 anos, ainda quando ela tinha apenas meses de vida.

Maria Júlia afirmou que os pais não gostavam da relação por causa do comportamento de Jonathan. Por conta disso, o casal saiu da casa dos pais e alugou um imóvel por contra própria. Na nova moradia, o comportamento agressivo de Nathan se agravou, sobretudo contra a menor.

Ele batia na Sofia para fazê-la chorar até cansar e dormir”, afirmou Maria Júlia.

A ex-companheira chegou a citar que por várias vezes pediu para que ele saísse de casa e era “melhor ele estar na rua, do que agredindo a sua filha”. Ainda segundo Maria Júlia, após a separação do casal, durante as visitas da filha ao pai, Sofia não queria ficar com Jonathan para dormir com medo das reações agressivas dele.

A respeito dos materiais descritos como “perturbadores” pela perita Amanda Melo, a ex-companheira de Jonathan afirma que tudo pertencia ao suspeito e não à atual namorada como ela tem afirmado à polícia para protegê-lo. A jovem acredita que a atual companheira, que está grávida de cinco meses, estaria envolvida no crime.

Do PB Agora com TV Arapuan
Publicada por F@F em 29.04.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.