Header Ads

Esvaziadas, celebrações do Golpe Militar de 1964 se provam um fiasco

Com roupas das cores da bandeira nacional, manifestantes em São Paulo pediam "intervenção militar com Bolsonaro no poder". Alguns chegaram a se ajoelhar em frente à sede do Comando Militar do Sudeste, enrolados na bandeira

Celebrações fracassaram (Foto: mundonews.org)
Pequenos atos em celebração do Golpe Militar de 1964 e da ditadura militar foram registrados nesta quarta-feira (31) em algumas capitais do país.

Em São Paulo, a Marcha da Família Cristã pela Liberdade, composta por apoiadores de Jair Bolsonaro, convocou os presentes a caminharem até a frente da sede do Comando Militar do Sudeste, no Ibirapuera. 

Com roupas das cores da bandeira nacional, os manifestantes pediam "intervenção militar com Bolsonaro no poder". Alguns chegaram a se ajoelhar em frente ao prédio, enrolados na bandeira.

Manifestações também ocorreram no Rio e em Curitiba, conforme reportado na Folha de S.Paulo.

A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), convocou para hoje (31) atos contra o Golpe Militar ao redor do país.

Veja AQUI locais das manifestações do dia 31/03

Do Brasil 247
Publicada por F@F em 01.04.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.