Header Ads

Mulher que disse ter encontrado e devolvido bolsa com R$ 47 mil é presa suspeita de estelionato

Kátia Dayana foi encaminhada para a Delegacia Distrital de Santa Rita, onde fica à disposição da Justiça

Kátia Dayana foi presa pela Polícia Civil da Paraíba (Foto: Reprodução/Sistema Arapuan de Comunicação)
João Pessoa (PB) - Um caso de repercussão nacional envolvendo a devolução de quase R$ 50 mil não passou de uma armação para gerar credibilidade em um novo golpe. Isso porque Katia Dayana afirmou ter encontrado a quantia de R$ 47 mil em uma bolsa na cidade de Sapé e ter devolvido o valor na íntegra ao verdadeiro dono, foi presa na manhã deste sábado (14), após a Polícia Civil, através de investigações, concluir que a mesma já havia aplicado golpe semelhante na cidade de Bananeiras.

Segundo as investigações, a suspeita organizou um bingo beneficente em prol de uma falsa cirurgia da filha na cidade de Bananeiras. Nele, ela arrecadou aproximadamente R$ 18 mil. Após isso, a suspeita desapareceu da cidade com a quantia e surgiu novamente em Sapé, onde iniciou uma nova trama.

Em nova aparição, ela entrou em contato com os apresentadores do programa Paraíba Verdade, onde se passou por vítima e disse que havia perdido a quantia de R$ 47 mil. Minutos após, a golpista voltou a ligar com um número diferente para a Rádio Arapuan e afirmou que tinha encontrado o valor dentro de uma bolsa.

Com o desdobramento do caso e a repercussão nacional que ele ganhou, já que a mesma afirmou ter recebido apenas R$ 100 de recompensa pela devolução, Samuka Duarte resolveu leva-la ao programa Cidade em Ação, da TV Arapuan. Nele, a intenção era ajudar a mulher que alegou viver em condições precárias em Sapé.

Ainda durante a exibição do programa, telespectadores de Bananeiras começaram a entrar em contato com a produção da TV Arapuan e afirmaram que haviam sido lesadas por Katia Dayana na cidade. A produção do programa fez um levantamento das informações e repassou tudo a Polícia Civil, que de imediato abriu inquérito para investigar o caso. Com os desdobramentos, foi descoberto que já havia um processo aberto contra ela por estelionato qualificado. Diligências foram feitas até Sapé e ela foi presa em flagrante na manhã deste sábado.

Em contato com a reportagem do Portal Paraíba, o delegado titular da Seccional Santa Rita, Carlos Othon, responsável pelas investigações, apontou a frieza da mulher.

Kátia Dayana foi encaminhada para a Delegacia Distrital de Santa Rita, onde fica à disposição da Justiça.

Por Blog do BG com Paraíba.com.br
Publicada por F@F em 15.08.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.