Header Ads

MENOS RIGOR: Político com conta rejeitada poderá disputar eleição

A nova lei ocorre num momento em que o Senado Federal aprovou as mudanças que diminuem o alcance da improbidade administrativa

Bolsonaro (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
João Pessoa (PB) - O presidente Jair Bolsonaro sancionou, nesta quinta-feira (30), lei que permite a candidatura de políticos que tiveram as contas julgadas rejeitadas durante o exercício do mandato. Com a sanção, poderão participar das eleições aqueles que foram condenados a pagamento de multa por contas irregulares sem danos ao erário.

A legislação anterior estabelecia que aqueles que tivessem as contas rejeitadas ficariam inelegíveis por oito anos para qualquer cargo, desde que a decisão não tenha mais possibilidade de recurso.

Entre os motivos da sanção, o presidente justifica que a lei vai evitar punições desproprocionais nos casos em que existe “pequeno potencial ofensivo”, visto que se restringe à rejeição de contas em que não houve danos aos cofres públicos ou enriquecimento ilícito.

A nova lei ocorre num momento em que o Senado Federal aprovou as mudanças que diminuem o alcance da improbidade administrativa. Agora a norma determina que só poderão ser imputados quando existir comprovação de que houve intenção de causar dano aos cofres públicos.

Do MaisPB
Publicada por F@F em 30.09.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.