Header Ads

GUARABIRA: Sobre a candidatura de Renato Meireles, Célio diz que grupo não foi ouvido

Presidente Municipal do Cidadania disse que pode (não tem nada decidido) disputar a eleição de deputado federal em 2022

Advogado Célio Alves, presidente do Cidadania no município de Guarabira (Foto: Reprodução)
Guarabira (PB) – A candidatura do vereador Renato Meireles (Cidadania) para deputado federal, lançada por ele mesmo e anunciada por Tibério Limeira (secretário de Estado do Desenvolvimento Humano), não está tendo o respaldo de todas as lideranças que acompanham o governador João Azevêdo em Guarabira.

O presidente do Cidadania em Guarabira, advogado Célio Alves, por exemplo, em declaração dada a uma emissora de rádio local, afirmou que Renato Meireles apenas o procurou para lhe comunicar da decisão de ser candidato a deputado federal, mas o grupo todo não foi ouvido.

- O vereador Renato apenas me procurou e revelou de sua decisão, acompanhada do aval (segundo ele) do presidente estadual do partido Ronaldo Guerra, de disputar a Câmara Federal. Eu lhe disse que não tinha nada contra, mas que era preciso também ouvir o restante do grupo do Cidadania, a exemplo do vereador Josa da Padaria, dos suplentes Bica, Adriana de Severo, dentre outros companheiros de luta – afirmou Célio Alves.

Durante a entrevista, concedida ao radialista Edcardo Monteiro (Rádio Cultura FM), o presidente municipal do Cidadania ainda afirmou ter dito ao vereador que não poderia ser contra a sua decisão, pois se agisse assim estaria atrapalhando um direito que lhe cabe de ser candidato a qualquer cargo eletivo, no entanto os membros do partido teriam de ter sido consultados.

- Quando lhe disse não ter nada contra, ele (Renato Meireles) perguntou se eu era candidato e indagou: a federal? Minha resposta então foi a seguinte: Pode ser, mas também não tem nada decidido – acrescentou Célio Alves, reagindo a decisão do parlamentar em se lançar a uma das 12 vagas para a Câmara dos Deputados pela Paraíba sem consultor o restante do grupo do Cidadania em Guarabira.

No entender de Célio, antes de se reunir com Ronaldo Guerra em João Pessoa, o vereador Renato Meireles deveria ter consultado o partido do Cidadania e seus membros em Guarabira. "Faço as coisas de forma coletiva. Se eu, por exemplo, me candidatar a algum cargo em 2022, tenho de ouvir as bases partidárias. Esse é o caminho democrático", acrescentou.

O atual secretário executivo do Orçamento Democrático da Paraíba afirmou que o vereador Renato Meireles é um dos melhores quadros do Cidadania em Guarabira, tem mandado propositivo, é elogiado pela sociedade guarabirense, sobretudo por sua atuação na bancada de oposição em defesa da população, e tem o direito de ser candidato a qualquer cargo nas eleições de 2022.

Da Redação/Fato a Fato
Publicada em 20.11.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.