Header Ads

Marília Mendonça morreu em decorrência de politraumatismo, diz legista

Laudo de politraumatismo contuso indicaria morte instantânea da cantora e dos demais passageiros

Marília Mendonça morreu em 5.nov.2021 em acidente aéreo no interior de Minas Gerais (Foto: Reprodução)
Brasília (DF) - O médico legista do Posto Médico Legal de Caratinga (MG), Pedro Coelho, informou que a possível causa da morte de Marília Mendonça e dos demais passageiros do avião que caiu em 5 de novembro de 2021 foi um politraumatismo contuso, caracterizado por lesão grave em duas ou mais partes distintas do corpo.

Segundo Coelho, o laudo ainda não é definitivo, já que são necessários os resultados dos exames toxicológico e alcoolemia. O choque pode ter feito com que a morte fosse instantânea, já que foram detectadas várias lesões em órgãos vitais das vítimas.

“É preciso descartar ou confirmar, por exemplo, se o piloto ou copiloto passaram mal durante o voo, se tiveram ou não um mal súbito“, explica o legista. 

O documento com os resultados deve sair em até 20 dias, quando a Polícia Civil e o Instituto Médico Legal em Belo Horizonte forem informados. 

Marília Mendonça morreu em 5.nov.2021 em acidente aéreo no interior de Minas Gerais. Ela estava a bordo de um bimotor que saiu de Goiânia (GO) e caiu na Serra de Caratinga, a 200 km de Belo Horizonte. A queda ocorreu próxima ao pouso no Aeroporto Regional de Ubaporanga.

Além dela, havia mais 4 pessoas no avião: o piloto, copiloto, um assessor e um produtor da cantora. Todos morreram.

Do Poder 360
Publicada por F@F em 13.11.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.