Header Ads

TCE reprova contas e manda ex-prefeito de Sapé devolver R$ 1 milhão aos cofres públicos

O relatório também apontou inconsistência no Fundo Municipal de Saúde em 2016

Ex-prefeito de Sapé, Roberto Feliciano (Foto: Reprodução)
João Pessoa (PB) - O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) reprovou por unanimidade as contas referentes ao exercício de 2016 do ex-prefeito de Sapé, Flávio Roberto Feliciano, na sessão realizada nesta quarta-feira (3). O relator, o conselheiro Renato Sérgio, seguiu o parecer do Ministério Público pela irregularidade, conforme as constatações da auditoria. O ex-gestor terá ainda que devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 1 milhão.

As auditorias já realizadas pelo TCE apontaram irregularidades cometidas no ano de 2016 e durante todo o mandato do ex-prefeito, com erros como déficit financeiro, gastos com pessoal acima do limite e insuficiência financeira para quitar dívidas.

Um dos relatórios produzidos pelo Tribunal mostrou que o Fundo de Previdência de Sapé, em 2016, teve uma redução de 67,63% nas disponibilidades, o que equivale a uma diminuição de R$ 570,7 mil – o que projetou um déficit de R$ 129.519.462,82 a ser amortizado em 32 anos. O levantamento mostrou ainda que neste mesmo período houve déficit financeiro de R$ 9.126.994, 31 ao final do exercício e não-recolhimento da contribuição previdenciária, em um total de R$ 2.395.095,04 que deixou de ser repassado à Instituição de Previdência.

O relatório também apontou inconsistência no Fundo Municipal de Saúde em 2016. Conforme o TCE, não foi recolhida e nem empenhada a contribuição previdenciária. O Fundo Municipal de Assistência Social apresenta as mesmas irregularidades.

Do Wscom
Publicada por F@F em 04.11.2021

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.