Header Ads

Mulher é presa ao manter jovem e filho, de 1 ano, em cárcere

A vítima teria sofrido ameaças com uso de arma de fogo por supostamente ter roubado R$ 650 da casa onde estava detida, em Taguatinga

Caso aconteceu em Brasília (Foto: Divulgação/PCDF)
Brasília (DF) - A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu em flagrante uma mulher por extorsão praticada com uso de arma de fogo em Taguatinga, nesta terça-feira (10/5). A autora e o companheiro mantinham uma mulher e filho da vítima, de um 1 ano, em cárcere privado.

A mãe da vítima entrou em contato com a 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho II) para informar que a filha estaria sendo acusada de furtar R$ 650 dos moradores da casa onde se encontrava detida. Por este motivo, a dona da residência e o namorado dela estariam ameaçando a mulher, inclusive com arma de fogo, afirmando que às vítimas só sairiam de lá se a mãe dela pagasse a quantia supostamente devida.

“A polícia confirmou o cárcere e a extorsão ao observar as mensagens enviadas pela autora do crime à mãe da vítima. A equipe deslocou-se ao cárcere e abordou todo o grupo criminoso e resgatou mãe e filho”, conta o delegado Laércio Carvalho.

Além disso, a autora, com auxílio de uma adolescente, teria introduzido os dedos nas partes íntimas da mulher para ver se o dinheiro furtado não estaria escondido no órgão genital dela.

Durante a ação policial, o namorado da autora ao perceber a chegada da polícia, fugiu do local. Um dos homens abordados tinha porção de droga e um celular roubado.

“A autora responderá pelos crimes de extorsão e se condenada poderá sofrer uma pena de até 10 anos de prisão”, disse Laércio.

Do Metrópoles
Publicada por F@F em 11.05.2022

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.