Header Ads

Pastor justifica morte de menina de 3 anos por exorcismo: “É coisa de Deus”

A mãe da criança, acusada de privá-la de alimentação e apertar seu pescoço durante o ritual, foi presa

Caso aconteceu nos EUA (Foto: Reprodução)
João Pessoa (PB) - Um pastor da cidade de San Jose, na Califórnia, Estados Unidos, alegou que a morte de uma criança de 3 anos durante um ritual de exorcismo ocorreu por “vontade de Deus”. A menina foi submetida às torturas em 2021.

Agora, os líderes religiosos da comunidade cristã confirmaram ter realizado o ritual a fim de “expulsar demônios” da criança. Laudo mostra que morte da pequena Arely Naomi Proctor se deu por asfixia e é considerada homicídio.

“Se você ler a Bíblia, verá que Jesus expulsa demônios e torna os doentes saudáveis ​​novamente”, justificou-se o pastor Rene Huezo, que é avô da vítima. “Não é quando eu quero fazer, é quando Deus, em sua vontade, quer curar a pessoa. O pregador é como um instrumento de Deus; o que fazemos é o que Deus diz”, disse.

A mãe da criança, acusada de privá-la de alimentação e apertar seu pescoço durante o ritual, foi presa.

“É difícil para as pessoas entenderem o que aconteceu, mas é coisa de Deus, e tudo está na vontade de Deus, não importa quão pequeno ou grande”, declarou o pastor.

Do Metrópoles com Polêmica PB
Publicada por F@F em 11.05.2022

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.